Nesse Mundo você verá refletido a paixão e o horror de seus senhores secretos, e a esperança da redenção que mantém a maioria dos habitantes deste lugar amaldiçoado vivendo ou não.
 
PortalPortal  InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Descrição detalhada da HUMANIDADE

Ir em baixo 
AutorMensagem
@Sarah Saydown
Assamita
Assamita
avatar

Mensagens : 156
Data de inscrição : 15/01/2011
Idade : 26
Localização : Casa do seu Senhor

Ficha do personagem
Pontos de vida:
30000/30000  (30000/30000)

MensagemAssunto: Descrição detalhada da HUMANIDADE   Qua Fev 23, 2011 8:01 pm

A Característica Humanidade é parte integrante do tema fun-
damental de Vampiro: A Máscara. E o código moral que permite aos
Membros manterem sua sensibilidade mortal face à sua trans-
formação em monstros parasitas. Em essência, é o que não permite
que um vampiro se torne um animal irracional, escravizado por sua
sede de vitae.
A Humanidade, ao contrário da maioria das outras Caracterís-
ticas, é medida numa escala de l a 10, pois é mais complexa do que a
quantificação de l a 5 nos permite analisar. Além disso, o fato de um
vampiro seguir a Trilha da Humanidade não significa que ele seja um
santo amigável e agradável. Os vampiros são predadores por natureza e
a Humanidade só os presenteia com a sensação de que eles não o são.
Ela é uma farsa interior que protege os vampiros deles mesmos, assim como a Máscara protege os vampiros dos mortais do
mundo exterior.
Infelizmente, a própria natureza da existência vampírica é um
anátema à Humanidade. Conforme os séculos vão passando, a Besta
vai tomando conta e os Membros se tornam cada vez menos
preocupados com o bem estar do "rebanho" mortal (afinal, todos
eles vão morrer mesmo). Sendo assim, os personagens provavelmente
perderão Humanidade durante o curso do jogo.
Os mortais normalmente também seguem a Trilha da Humani-
dade, apesar de o fazerem de forma inconsciente: eles não sabem
que podem ser algo mais. Por isso, esse sistema mecânico de morali-
dade raramente é aplicado a eles. Certamente, alguns mortais —
seqüestradores, assassinos e outros — têm baixos níveis de Humani-
dade, mas ao contrário dos Membros, eles não têm nenhuma Besta
corroendo seu interior. Ê possível que vampiros com altos níveis de
Humanidade sejam mais humanos do que muitos mortais!
X------------------Monstruoso
•-------------------Horroroso
• •-----------------Bestial
• • •---------------Frio
• • • •-------------Insensível
• • • • •-----------Distante
• • • • • •---------Reservado
• • • • • • •-------Normal
• • • • • • • •-----Atencioso
• • • • • • • • •---Compassivo
• • • • • • • • • •-Santo

EFEITOS DA HUMANIDADE
A pontuação de Humanidade de um Membro reflete o quanto
restou de sua natureza mortal, apesar da maldição de Caim. Ela
também influencia a capacidade de um personagem em negar o
seu estado vampírico e em quão facilmente ele pode se passar por
um mortal.

Os Vampiros dormem profundamente durante o dia — de
forma sobrenatural — e são relutantes em acordar mesmo em situ-
ações de perigo.
Vampiros com maiores níveis de Humanidade se
levantam mais cedo do que os vampiros com menores pontuações.
Além disso, se um Membro for forçado a agir durante o dia, a maior
parada de dados que pode ser usada em suas ações é igual à sua
pontuação de Humanidade.

• A Humanidade também afeta as Virtudes de um personagem.
Sempre que uma jogada de Virtude for necessária, um jogador não
pode usar mais dados do que os seus pontos em Humanidade.
Obviamente, à medida que um personagem afunda cada vez mais
nos braços da condenação, questões como moralidade e auto-pre-
servação significam cada vez menos. Conforme a Humanidade vai
se esvaindo, o personagem se arrasta lentamente a caminho da
noite em que ele perde todo o autocontrole.

• A duração do torpor de um vampiro tem
relação direta com a sua pontuação de Humanidade. Um vampiro
com uma menor pontuação permanece mais tempo em torpor do
que um vampiro com maior nível de Humanidade.

• A Humanidade determina quão humano o personagem apa-
renta ser e quão facilmente ele se passa por um mortal ao andar em
meio à população. Vampiros com baixos níveis de Humanidade
adquirem características sobrenaturais e perturbadoras como olhos
afundados, grunhidos perenes e rostos bestiais.

• Se a pontuação de Humanidade de um personagem chegar a
zero (que tipo de jogo você está jogando?), este personagem não
será mais aceito como um personagem de jogador. Completamente
controlado pela Besta, o personagem torna-se uma força irracional
da natureza, caindo sob o controle do Narrador.
A pontuação de Humanidade flutua de acordo com a Hierarquia
dos Pecados — se um vampiro, acidental ou propositadamente,
comete um ato classificado abaixo do seu nível de Humanidade,
ele precisa jogar contra a sua Consciência para ver se ele aceitou o
ato (e portanto, perdeu Humanidade) ou se sentiu remorso e manteve
o seu nível atual. A Humanidade só pode ser elevada com o uso de
pontos de experiência.

A ESPIRAL DESCENDENTE
Os vampiros são monstros, não há dúvida, e até mesmo os Membros
com os mais altos níveis de Humanidade são lobos em pele de
cordeiro. Todavia, à medida que a Humanidade se desgasta, os vam-
piros não apenas se tornam capazes de, mas também ativamente
buscam, atos cada vez mais depravados. Faz parte da natureza dos
vampiros, caçar, matar e eventualmente todo vampiro acaba segu-
rando um cadáver de uma fonte que ele não pretendia assassinar.
E importante, portanto, saber como os vampiros mudam à medida
que sua Humanidade vai se deteriorando. O comportamento dos
vampiros, mesmo sob os auspícios da Humanidade, pode se tornar
tão totalmente depravado e estranho que o seu simples pensamento
pode causar desconforto sobre as outras pessoas. Afinal, baixos
níveis de Humanidade indicam que existe muito pouco ligando o
Membro às suas origens mortais.

Humanidade 10-8
Membros com níveis tão altos são, ironicamente, mais humanos
do que os humanos. Muitas vezes, vampiros inexperientes aderem a
códigos mais íntegros do que os que eles mantinham durante a
vida, como uma reação ao fato se tornarem predadores. Membros
anciões zombam desta prática, sentindo um prazer hilariante quando pensam nos jovens filhotes neófitos se acovardando em saídas de
incêndio e se alimentando do asqueroso sangue de ratos, com o
orgulho de estarem se rebelando contra suas naturezas homicidas.
Ó, doce Humanidade!
Na verdade, os vampiros que mantêm altos níveis de Humani-
dade são raros, pois mais cedo ou mais tarde, todo vampiro tem que
matar. Vampiros com altos níveis de Humanidade não são tolerados
por seus iguais, que vêem com frustração suas visões ingênuas e
hipócritas; a maioria dos Membros prefere sofrer as pedradas e fle-
chadas da não-vida ao invés de surrarem a si mesmos. Altos níveis
de Humanidade indicam uma aversão a matar e até um desgosto
por tomar mais vitae do que o necessário. Apesar de não serem
necessariamente pacíficos ou moralistas, esses Membros mantêm
padrões severos e excruciantes e frequentemente têm concepções
morais muito bem definidas quanto ao que é "certo e errado".

Humanidade 7
A maioria dos seres humanos possui uma pontuação de Huma-
nidade de 7, logo, vampiros com esse nível de Human ida de
normalmente podem se passar por mortais. Os vampiros com Huma-
nidade 7 tipicamente adotam morais sociais "normais" — não é
aceitável matar ou ferir outras pessoas, é errado roubar algo que
pertence a outra pessoa, mas algumas vezes os limites de velocidade
são muito baixos... Neste nível de moralidade, os vampiros ainda se
preocupam com os direitos naturais das outras pessoas, apesar de
algumas faixas de egoísmo brilharem por debaixo dos panos. Assim
como acontece com qualquer outra pessoa no mundo...

Humanidade 6-5
As pessoas morrem, as coisas se quebram. Os vampiros abaixo da
norma cul tural humana têm pouca dificuldade em se acostumar
com o fato de que eles precisam de sangue para sobreviver e fazem
o que tem que ser feito para consegui-lo. Apesar de não se desviarem
de seu caminho para destruir uma propriedade ou acabar com a vida
de uma vítima, eles aceitam o fato de que algumas vezes, esse é o
destino que aguarda as pessoas. Não necessariamente repugnantes,
os Membros neste estágio de Humanidade são com certeza
ligeiramente desagradáveis de se ter por perto. Suas atitudes laissez-
faire em relação ao direi to dos outros ofende muitas das morais
individuais e algumas pequenas anormalidades físicas ou deforma-
ções podem começar a aparecer nesse estágio.

Humanidade 4
Ei, algumas pessoas merecem morrer. O vampiro começou um
inevitável declínio em direção à satisfação dos seus impulsos. Uma
Humanidade de 4 indica que matar é aceitável para esse Membro,
contanto que a vítima seja merecedora (o que, obviamente, é bas-
tante subjetivo). Muitos vampiros anciões pairam ao redor deste
nível de Humanidade, se ainda não tiverem adotado outro código
moral. Destruição, roubo, dano — para os vampiros de Humanidade 4,
estas são ferramentas e não tabus. Além disso, o próprio vampiro e seus
objetivos começam a se tornar essenciais neste nível e o
"diabo" pega quem quer que esteja em seu caminho.
Mudanças físicas se tornam bastante evidentes neste
estágio; apesar de não tão horríveis como os Nosferatu e
Gangrel, os vampiros adquirem um aspecto pálido e doentio,
como o de um cadáver.

Humanidade 3-2
A vida e a propriedade alheia são irrelevantes para os Membros
que chegarama esta profundidade. O vampiro provavelmente se entrega a prazeres
distorcidos e caprichos aberrantes, o que pode incluir qualquer forma de
atrocidade. Perversão, assassinatos cruéis, mutilação de vítimas e a
maldade pura e simples são marcas de Membros com níveis muito baixos de
Humanidade. Poucos vampiros mantêm níveis tão baixos, ou mais baixos, por muito tempo — mas não pense que nesse estágio eles já estão condenados. Alguns destes vampiros ainda podem ser confundidos com humanos, mas não aposte nisso.

Humanidade l
Apenas vagamente conscientes, os Membros com
Humanidade l oscilam nas extremidades do limbo. Muito pouco
importa para vampiros que chegaram tão longe, nem mesmo seus
próprios desejos, excetuando-se o sustento e o descanso. Não existe
absolutamente nada que um vampiro com Humanidade l não faça,
pois existem poucos fragmentos destroçados de ego que o separam
da degeneração completa. Muitos dos que atingem esse estágio se
encontram incapazes de falar corretamente e passam suas noites
blasfemando algaravias em seus infames refúgios.

Humanidade O
Preciso dormir. Preciso comer. Preciso matar. Os jogadores não
podem jogar com personagens de Humanidade 0. Os vampiros deste
estágio estão completamente perdidos, presas de suas Bestas.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Descrição detalhada da HUMANIDADE
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» • {Mansão} ▬ Descrição da Mansão
» Humanidade e Força de Vontade
» [Scion] A única defesa da humanidade.
» Ficha de Neuer
» ☠ Poderes & Habilidades dos filhos de Thanatos ☠ (Atualizadas 15/01/13)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vampiro RPG :: Personagens :: Começando :: PROCESSO DE CRIAÇÃO DE PERSONAGENS-
Ir para: